Início » cadenas

Arquivo da categoria: cadenas

Fotografia de escalada e cadenas extremas 2

As recentes noticias das cadenas das vias “A dor é o poder” e “Cabra da Peste”, ambas figurando entre as mais difíceis do país, e localizadas em solo calcáreo mineiro, agora recebem um upgrade especial ao serem realizadas por um escalador daqui das gerais.

O relato do escalador/encadenador Jean Ouriques está em seu blog (link abaixo), destacando inclusive o valor do ambiente, das pessoas e da percepção de sinais que agucem a motivação e concentração no momento da escalada. 

http://jeanouriques.blogspot.com

E no site do fotógrafo Bruno Senna estão disponíveis mais algumas belas imagens. 

http://brunosennaphotos.blogspot.com

E dá-lhe boas escaladas…

Cadastro das vias de escalada esportiva mais difíceis do Brasil

 

pikuira10c1

Foto: DeDosFriTos

Está sendo formulada a lista das vias de escalada esportiva mais difíceis do Brasil. A idéia foi lançada através do Blog de escalada e agora também está sendo desenvolvida através do Portal Alta Montanha.

Acesse e acompanhe:

blogdescalada.blogspot.com

altamontanha.com

E boas escaladas!

Fotografia de escalada e cadenas extremas

O fotógrafo mineiro Gustavo Baxter está tendo a oportunidade de registrar a escalada do atual garoto prodígio da escalada brasileira. O escalador Felipe Camargo, conhecido também por Pikuira, está desbravando algumas vias de grau extremo que foram recentemente equipadas nas principais áreas de escalada em Calcário da região.

c2a9gustavobaxter_dedosfritos5

No site da Dedos Fritos, o Baxter já disponibilizou as primeiras fotos e o primeiro sucesso desta busca por encadenar vias ainda sem ascensão e de grau ainda indefinido.

Primeiro 10c encadenado por escalador mineiro

Projeto de Vida

Texto: Leandro Reis 

 No mês de fevereiro deste ano por pouco um fato histórico não passa despercebido.

O escalador Ricardo Maia, universalmente conhecido como Magrão, realizou a cadena da via “Projeto de Vida”. A via foi recentemente estabelecida pelo Pita (Luis Cláudio Bitencourt-RJ) através de uma conexão (quatro chapeletas) adicionadas entre as vias “Linha da vida” 10a e “Sequelados” 9a.

 É a primeira vez na história que um escalador formado aqui nestas bandas encadena um 10c, grau que foi confirmado pelos outros dois escaladores que realizaram a cadena: Thiago Balen (RS) e Pedro Rafael (DF).

Neste final de semana já serão feitas as primeiras imagens para que todos possam conhecer esta via, que além da performance do escalador exige um trabalho em equipe especial para que seja feita a troca dos seguranças…. para melhor entendimento, aguardem o vídeo.

Escalando forte em qualquer idade!

Escalando forte em qualquer idade!

Texto: Fred Viana 
Atualmente não é raro um escalador(a) com pouca idade, escalando vias de grau alto, como 10º, 11º e 12º, não só garotos, mas as garotas também, como por exemplo a francesa Charlotte Duriff, o Tcheco Adam Ondra e porque não o brasileiro Felipe Camargo.
Porém, para pessoas como eu, que já passaram da casa dos 30 e para complicar ainda mais a situação, começaram a escalar depois dos 30, é difícil imaginar um dia escalar graus de dificuldade como estes. Mas eu disse “difícil imaginar”, não impossível de realizar!!!
Um bom e atual exemplo desse PODER, é o italiano Maurizio Zanolla, 49 anos acaba de mandar a via Bimbaluna 9a/a+(fr) em Saint Loup(Suiça). A via foi aberta por François Nicole em 2004, sugerindo o grau atual, confirmado pela escaladora Josune Bereziartu em 2005.
Em 2006 Zanolla já havia encadenado outro nono grau, a via Baing de Sang 9a(fr) na mesma parede da via Bimbaluna. Fonte: DESNIVEL.COM
Determinação, força de vontade, disciplina, paciência e principalmente persistência são características determinantes para qualquer um alcançar o “sucesso”, não só na escalada, mas em nosso dia a dia.
Como dizia o Mestre Yoda: “paciência não ter, Jedi não será”.

Jacinda hunter

Jacinda Hunter

 Texto e tradução livre: Anne Louise

Vou escrever agora sobre uma mulher que com certeza me fez repensar alguns paradigmas quando li sobre ela na Climbing de outubro de 2007. Seu nome é Jacinda Hunter, 29 anos, nascida em Spanish Fork, Utah – EUA. Em um sábado quente e úmido em Upper Chaos Canyon, no Parque Nacional de Rocky Montain Jacinda trabalha o boulder “Barbwire Beard”, um V11 que sai de uma caverna escura. São as primeiras férias dela em nove anos, conciliando quatro filhos, um marido e sua carreira de enfermeira. A escaladora ficou parada por oito anos e há um vem trabalhando alguns V10s. Em 2007 ela embolsou algumas vias que a deixaram bastante orgulhosa, entre elas “Resident Evil” e “Fingerhut” , dois V10s em JoesValley. Seus filhos estiveram presentes na maioria das suas mais difíceis conquistas, mas ela acha importante dar um tempo e escalar sozinha uma vez ou outra. Depois de tanto tempo parada com o esporte o que mais a ajudou a voltar tão forte foi um presente que ganhou do marido: um finger board! Jacinda ainda não mandou o tal V11 desta vez mas, certamente, com a determinação dessa garota esse será mais um orgulho na sua lista de escaladas.

Fontes: Revista Climbing outubro 2007.

www.climbing.com

Lisa Rands

LisaRands

Texto e tradução livre: Anne Louise

Vou escrever sobre uma das minhas escaladoras preferidas no cenário internacional, famosa por suas audaciosas escaladas em Highballs (boulders muito expostos), a norte americana Lisa Rands.

Lisa começou a trabalhar o boulder “Mandala” – V12, localizado em Buttermilks perto de Bishop – Califórnia, no ano passado. O problema caracteriza-se por um bloco de granito extremamente negativo, porém não muito alto, mas só de ser um V12 imagina-se o tamanho, a quantidade e a distância das agarras… Em 18 de janeiro desse ano Lisa venceu mais esse desafio e mandou o boulder na terceira tentativa do seu terceiro dia de trabalho. “Mandala” já recebeu seu up grade com um sit start, graduado V14 para quem quiser se aventurar.

Fonte: www.climbing.com